Altobeli Silva atinge índice nos 3.000 metros com obstáculos e fica próximo dos Jogos do Rio

09/05/2016 10:28
Foto: Marcos P. Tavares/VaiCorrendo.comR. Gonça/VaiCorrendo.com
 
Do sonho à realidade, Altobeli Silva está muito próximo de disputar a sua primeira Olimpíada, justamente em território brasileiro. Fundista de Catanduva (SP) com presença marcante nas corridas de rua da região de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, Altobeli voltou a focar os 3.000 metros com obstáculos e conquistou o cobiçado índice olímpico na tarde do último sábado (07), em São Bernardo do Campo.
 
Na 5ª Etapa do Campeonato FPA (Federação Paulista de Atletismo), Altobeli, de 25 anos, venceu a prova dos 3.000 metros com obstáculos atingindo 8min28s56, abaixo dos 8min30s exigidos pela IAAF, a Federação Internacional de Atletismo, para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016. Todos os demais concorrentes da prova do último sábado (07) cravaram mais de 9 minutos.
 
"Sou muito grato a Deus pelo maior presente que eu pude dar para a minha mãe hoje [sábado]. Tenho certeza que ela está orgulhosa de mim. Fiz o índice para a Olimpíada Rio-2016 nos 3.000 metros com obstáculos. Nada acontece por acaso. Obrigado a todos pela torcida", escreveu Altobeli em sua página na rede social Facebook.
 
 
Quase lá
Com índice garantido, o atleta terá dois meses para torcer contra os outros concorrentes ou mesmo para conquistar uma marca ainda mais baixa. A CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) divulgará em julho os três atletas que representarão o Brasil nos 3.000 metros com obstáculos - outras competições pré-olímpicas ainda serão realizadas.
 
Segundo o ranking da Confederação (clique e confira), ainda sem a atualização do final de semana, Altobeli é o único brasileiro que conseguiu atingir índice neste ano, o que o deixa próximo da Rio-2016. A segunda melhor marca da temporada também é dele, mas com 8min35s11, cinco segundos acima do índice, conquistada em abril.
 
 
Foto: Marcos P. Tavares/VaiCorrendo.comFeito inédito
O ranking nacional também mostra que desde agosto de 2006 um atleta brasileiro não completava os 3.000 metros com obstáculos com o tempo de 8min30s ou menos. Há dez anos, Hudson Santos de Souza registrou 8min30s70 em Linz, na Áustria.
 
As melhores marcas brasileiras dos últimos anos foram: 8min45s58 em 2015 (Jean Carlos Dolberth Machado), 8min45s50 em 2014 (Jean Carlos Dolberth Machado), 8min43s19 em 2013 (Gladson Barbosa), 8min36s35 em 2012 (Gladson Barbosa), 8min36s53 em 2011 (Hudson Santos), 8min44s38 em 2010 (Hudson Santos), 8min43s16 em 2009 (Gladson Barbosa), 8min35s77 em 2008 (Gladson Barvosa) e 8min36s15 em 2007 (Gladson Barbosa).
 
Com 8min28s56, Altobeli passa a ser o quarto brasileiro mais rápido da história do atletismo nos 3.000 metros com obstáculos, atrás apenas de Wander do Prado Moura, recordista nacional que cravou 8min14s41 em 1995; Clodoaldo Lopes do Carmo, que fez 8min19s80 em 1992; e Adauto Donizete Domingues, com 8min23s26 em 1987. Eduardo do Nascimento, com 8min30s31 em 1995, é o quinto do ranking de todos os tempos da CBAt.
 
Antes, os índices olímpicos para os 3.000 metros com obstáculos masculino eram de 8min28s00. A mudança foi confirmada em novembro de 2015 para deixar as marcas mais acessíveis aos competidores.
 
 

OS 10 MAIS VELOZES DO BRASIL | 3.000M COM OBSTÁCULOS

TEMPO ATLETA DATA LOCAL
8min14s41 Wander do Prado Moura 22/03/1995 Mar Del Plata (ARG)
8min19s80 Clodoaldo Lopes do Carmo 28/08/1992 Bruxelas (BEL)
8min23s26 Adauto Donizete Domingues 12/08/1987 Indianápolis (EUA)
8min28s56 Altobeli Santos da Silva 07/05/2016 São Bernardo do Campos (BRA)
8min30s31 Eduardo do Nascimento 05/06/1995 Hengelo (EUA)
8min30s70 Carlos Alexandre Ravani 13/07/1991 Cubatão (BRA)
8min30s70 Hudson Santos de Souza 22/03/2006 Linz (AUT)
8min35s00 José Romão da Silva 02/08/1975 San Sebastian (ESP)
8min35s77 Gladson Alberto Silva Barbosa 31/05/2008 Neerpelt (BEL)
8min35s92 Fernando Alex Fernandes 06/08/2004 Huelva (ESP)

*Fonte: CBAt


Fotos: Marcos P. Tavares/VaiCorrendo.com
© Proibida a reprodução em outras mídias.