Dieta x Bebidas Alcoólicas: Quais as consequências?

24/11/2016 07:35

Nutricionista Isabelle Mastelaro*

 
Quando o assunto é dieta, vemos todos os dias pessoas que seguem as orientações à risca, de segunda a sexta-feira, mas não conseguem evitar uma (s) cervejinha (s) no fim de semana. Caso você se encaixe nessa regra, muito provavelmente terá que repensar os seus hábitos ou reduzir suas expectativas em relação aos resultados. seja do acompanhamento nutricional ou treinamento.
 
O fato é que as bebidas alcoólicas não têm valor nutricional algum, fazem parte do que chamamos de "calorias vazias". Não possuem nutrientes úteis ao nosso organismo. E sem essa de querer justificar as escapadas dizendo que cerveja é diurética! Mesmo composta por 95% de água, a cerveja tem etanol suficiente para DESIDRATAR seu organismo. O álcool ingerido inibe o hormônio antidiurético, o que provoca aquela vontade de ir ao banheiro o tempo todo. O corpo perde líquido e a concentração de toxinas no sangue aumenta rapidamente.
 
A cerveja, assim como as outras bebidas alcoólicas, também ajuda a aumentar a pressão do sangue. É claro que o efeito varia conforme a quantidade de etanol presente na bebida e a quantidade ingerida, mas é garantido que consumo excessivo de álcool e dieta não combinam. Entre outras coisas, o álcool:
 
Atrapalha a capacidade do organismo em absorver os nutrientes
✦ Causa desidratação
✦ Diminui a taxa de açúcar no sangue
✦ Eleva os níveis de cortisol (hormônio do catabolismo - vai contra hipertrofia e emagrecimento)
✦ Diminui os níveis de testosterona, influenciando negativamente o processo de ganho de massa muscular
✦ Causa deficiência de vitaminas B1, B2, B6, B12 e C. Vitaminas de extrema importância para quem busca aumento de massa muscular
 
Se beber demais, você certamente vai sofrer os efeitos da famosa “ressaca” no dia seguinte. Com isso, nosso corpo tem uma busca incessante pelo consumo de carboidratos, como fonte energética principal (doces, massas, refrigerantes, salgados e afins). Duas coisas acontecem nesse dia: você não vai se alimentar direito e com certeza não conseguirá treinar da mesma forma como se estivesse descansado e sem ingerir álcool.
 
Além disso, o álcool deixa seu corpo desidratado por um ou mais dias. Essa desidratação diminui em aproximadamente 20% a construção de proteínas. Músculos hidratados criam um ambiente favorável ao crescimento. Músculos desidratados, ambiente favorável ao catabolismo. (Basta refletir no peso das escolhas diárias!)
 
Cerca de 90% do álcool ingerido é absorvido na primeira hora, mas a eliminação demora de 6 a 10 horas. De uma forma de simples compreensão, o organismo interpreta o álcool como se fosse açúcar! Isso faz com que o pâncreas produza mais insulina para quebrar o açúcar no sangue. Assim, o nível de glicose diminui e a pessoa pode ter uma crise de hipoglicemia.
 
Cada grama de álcool fornece 7 calorias, densidade calórica inferior apenas a gordura, que fornece 9 calorias por grama. Ou seja, consumir 1g de álcool é mais calórico que 1g de proteína e 1g de carboidrato!
 
A água é fundamental no processo de recuperação do organismo. Ela repõe os líquidos perdidos e auxilia na remoção das toxinas acumuladas.
 
Se você não abre mão das bebidas alcoólicas, tudo bem! Mas tenha consciência do que está fazendo. Se você procura ter resultados expressivos na musculação, evite bebidas alcoólicas ao máximo. Para quem busca detalhes no desempenho ou no perfil corporal, uma cervejinha liberada no fim de semana, pode sim fazer toda a diferença.
 
Resumindo: Beba menos. Hidrate-se bem (se possível, antes de começar a beber, tome uma garrafa de água e faça opções mais saudáveis de tira-gostos). E lembre-se sempre de manter o equilíbrio na rotina. Em casos de dúvidas de como estabelecer metas e reeducar suas escolhas alimentares procure sempre um profissional Nutricionista.
 
Até a próxima coluna aqui no site do corredor de rua! ;)
 
*Colunista do VaiCorrendo.com, Isabelle Mastelaro é graduada pela Universidade de São Paulo (USP) e atua em consultório particular com ênfase em emagrecimento e reeducação alimentar. Atendimento individualizado e em grupo. CRN-3 46886 / Contato: (16) 3624-5343
 
 

(Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, o ponto de vista do VaiCorrendo.com)