Etíope e queniana vencem os 10 km de Ribeirão Preto do Circuito Caixa e faturam R$ 4 mil

19/09/2017 09:56
Da reportagem/VaiCorrendo.com
 
O etíope Belete Adere Tola, da equipe Coquinho/Fila/Bioleve, com o tempo de 30min53s, e a queniana Esther Chesang Kakuri, da Luasa Sports/Caixa, com 35min22s, foram os vencedores da etapa de Ribeirão Preto da 14ª edição da Brazil Run Series/Circuito Caixa. O evento aconteceu nas proximidades do condomínio Guaporé II, na Zona Sul da cidade, neste domingo (17). Cerca de 1.750 corredores participaram da prova, que teve percurso de 5 km e 10 km passando pela avenida Heráclito Fontoura Sobral Pinto, no bairro Quinta da Primavera.
 
Entre os homens na prova de 10 km, Maicon Douglas da Silva Mancuso, com 30min59s, ficou com a segunda colocação. Ele foi seguido por Giovani dos Santos, com 31min03s, terceiro; Cezídio Alves Rodrigues Neto, que fez 31min06s, quarto; e Bakari Jumanne Muna, da Tanzânia, que levou a quinta colocação com 31min09s.
 
Joziane Cardoso da Silva, com 35min36s, foi a vice-campeã entre as mulheres. Quem chegou em terceiro, com 35min45s, foi Kleidiane Barbosa Jardim. Fecharam o pódio Thaynara Alves Pedroso, que cravou 38min00s, e Maria Regina Santos Seguins, cruzando a linha de chegada em 38min34s.
 
Cada campeão faturou o alto prêmio de R$ 4 mil, os vices levaram R$ 3, os terceiros ficaram com R$ 2, os quartos, R$ 1,5 mil e os quintos colocados, R$ 1 mil.
 
 
Ribeirão Preto como referência
Hélio Takai, diretor Geral da HT Sports, empresa organizadora do Circuito Caixa e que trouxe pela 13ª vez seguida uma etapa para Ribeirão Preto, salientou que a cidade é uma referência regional.
 
"A corrida aqui [em Ribeirão] movimenta a população de toda uma macrorregião, o que pode ser traduzido em mais recursos para o município na forma de hospedagens, gastos com alimentação, impostos, taxas, entre outros itens. Por tudo isso queremos manter a etapa local. Buscaremos apoio da Secretaria Municipal de Esportes para termos uma corrida ainda melhor e com maior visibilidade em 2018", afirmou.
 
Em Ribeirão Preto, os atletas estrangeiros voltaram a vencer depois de três anos no masculino e um ano no feminino. Das 13 provas já realizadas na cidade, somando 26 vitórias entre homens e mulheres, o Brasil ganhou 15; o Quênia faturou oito; a Etiópia, duas; e a Colômbia, uma. Na prova masculina, neste ano, foi a primeira vez que a vitória não foi brasileira ou queniana.
 
Desde o ano de sua criação, em 2004, o Circuito Caixa já reuniu mais de 275 mil pessoas em benefício do esporte. "O nosso objetivo principal é melhorar a qualidade de vida das pessoas por meio da corrida de rua, que é uma das modalidades esportivas mais democráticas que existem", contou Takai. Além de Ribeirão Preto, o circuito já passou por Belo Horizonte, Uberlândia, Goiânia, Salvador, Campo Grande, Fortaleza e Recife e será levado, ainda, para Porto Alegre, São Paulo, Curitiba e Brasília.
 
 

CIRCUITO CAIXA 2017 | RIBEIRÃO PRETO-SP

MASCULINO | 10 KM
POS ATLETA EQUIPE TEMPO
1  Belete Adere Tola/ETI Coquinho/Fila/Bioleve 30min53s
2  Maicon Douglas da Silva Mancuso Gruppen/Uni. Passo Fundo 30min59s
3  Giovani dos Santos Pé de Vento 31min03s
4  Cezídio Alves Rodrigues Neto Acorremar/BigPower 31min06s
5  Bakari Jumanne Muna/TAN Coquinho/Fila 31min09s
 
FEMININO | 10 KM
POS ATLETA EQUIPE TEMPO
1  Esther Chesang Kakuri/QUE Luasa Sports/Caixa 35min22s
2  Joziane Cardoso da Silva Pé de Vento/Caixa/Higa 35min36s
3  Kleidiane Barbosa Jardim Orcampi/Unimed/Nike 35min45s
4  Thaynara Alves Pedroso Puma 38min00s
5  Maria Regina Santos Seguins Pé de Vento/Caixa 38min34s

 

*O VaiCorrendo.com não se responsabiliza por erros de nomes, colocações, tempos e equipes divulgados oficialmente pelas empresas de cronometragem.
Foto: Divulgação

© Proibida a reprodução em outras mídias.