Meia de São Paulo comemora baixo número de 'pipocas' e promete inscrição mais barata

22/02/2017 11:31
Foto: Sérgio Shibuya/DivulgaçãoDa reportagem/VaiCorrendo.com
 
A organização da 11ª Meia Maratona Internacional de São Paulo, prova disputada na manhã do último domingo (19), na Capital Paulista, comemorou o sucesso das dinâmicas utilizadas para tentar coibir a presença de "pipocas", os corredores que usam a estrutura mesmo sem inscrição.
 
Segundo Thadeus Kassabian, diretor da Yescom e um dos organizadores do evento, foram registrados apenas 3% de "pipocas" (com 97% inscritos), número muito abaixo do que foi calculado na mesma corrida em 2016.
 
"Tivemos uma redução de 30%, na edição de 2016, para apenas 3%, neste ano. São atletas que ainda insistem em desrespeitar os pagantes. Foram apenas dez corredores que conseguiram pular as grades e burlar os monitores, mas que foram retirados pela organização. No percurso, por exemplo, não houve problema com água, que esteve sempre gelada ao longo dos oito postos, sendo suficiente para atender todos os inscritos, assim como isotônico. Já na chegada, os poucos que tentaram seguir foram retirados pela triagem da organização", contou Kassabian.
 
O assunto gera polêmica no meio das corridas de rua há anos. Alguns corredores alegam uso das vias públicas e os organizadores se defendem por conta dos gastos com equipe de apoio e hidratação.
 
 
"Tivemos uma prova controlada, com poucos pipocas na largada e no percurso. O objetivo foi alcançado e estamos bastante felizes com o apoio dos corredores oficiais. Agora é seguir nesse trabalho até a última prova do ano", completou o organizador.
 
Segundo a Yeacom, as inscrição para a 12ª Meia Maratona Internacional de São Paulo, na temporada 2018, serão abertas em breve com valores mais baixos, resultado da diminuição dos "pipocas". "Agora abriremos inscrições para 2018 nos próximos dias, com preços mais acessíveis”, finalizou. Neste ano, a inscrição custou R$ 125, com desconto de R$ 25 no primeiro lote.
 
 
Foto: Sérgio Shibuya/Divulgação
© Proibida a reprodução em outras mídias.