Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro completará duas décadas na manhã de domingo

14/10/2016 07:46
Da reportagem/VaiCorrendo.com
 
Uma das mais importantes provas do calendário nacional de corridas de rua, a Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro completará duas décadas de existência neste domingo (16). A disputa comemorará 20 anos de sucesso com um percurso belo e técnico. Por isso, o que não faltam são motivos para atrair milhares de corredores de diversas nações. Serão 21.097 metros por toda a orla da Cidade Maravilhosa, com largada às 8h15 (elite) e 8h35 (geral) na Praia de São Conrado e chegada no Aterro do Flamengo.
 
A programação do evento ainda prevê a disputa de uma corrida de 5 km destinada aos atletas que buscam um desafio não tão forte, mas que queiram participar da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro. A prova de 5 km começará mais cedo, a partir das 7h45, com largada e chegada no Aterro do Flamengo.
 
Ao longo de sua história, a Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro sempre se destacou. Além de contar com feras nacionais e internacionais em várias edições, o evento possibilitou alguns dos melhores tempos do mundo para a distância. O reconhecimento veio em 2012, quando a prova foi válida pelo Mundial de Meia Maratona.
 
Em sua 19ª edição, no ano passado, a vitória ficou mais uma vez com os atletas quenianos. Edwin Rotich venceu no masculino, com o tempo de 1h02min25s, apenas dois segundos mais rápido que o brasileiro Giovani dos Santos. Já no feminino, Nancy Kiprop dominou mais uma vez e garantiu o tricampeonato com o tempo de 1h12min37s. Sueli Pereira da Silva terminou em terceiro lugar, com 1h14min16s.
 
Zeferina foi a última brasileira a vencer
A fundista de Sertãozinho Maria Zeferina Baldaia foi a última brasileira a conquistar o título de campeã da Meia Maratona do Rio. O feito ocorreu em 2008, com 1h13min40s. No mesmo ano, Marilson Gomes cravou 1h03min12s e também ficou em primeiro lugar. Desde então, o Brasil nunca mais venceu, tanto no feminino quanto no masculino.
 
As quenianas faturaram todas as provas seguintes, exceto no masculino em 2014, que teve vitória de um etíope. Em 2016, cada campeão receberá o prêmio de R$ 14 mil e os vices ficarão com R$ 7 mil. No total, a prova de domingo (16) distribuirá R$ 65 mil.
 
Entrega dos kits
Com as inscrições encerradas, o próximo passo será a retirada de kit, feita juntamente com a entrega do chip durante a Expo Atleta. Isso será nos dias 12, 13, 14 de outubro, das 10h às 20h, e no dia 15, das 9h às 17h, na Mega Loja Centauro, na Barra da Tijuca.
 
 
 

MEIA MARATONA INTERNACIONAL DO RIO DE JANEIRO

TODOS OS CAMPEÕES *Em azul, os recordistas
ANO MASCULINO TEMPO FEMININO TEMPO
1997  Tomix da Costa (BRA) 1h04min04s  Ornela Ferraro (ITA) 1h14min53s
1998  John Gwako (QUE) 1h01min49s  Martha Tenório (EQU) 1h11min40s
1999  Luiz A. dos Santos (BRA) 1h03min40s  Margaret Okayo (QUE) 1h12min07s
2000  John Gwako (QUE) 1h01min48s  Margaret Okayo (QUE) 1h11min22s
2001  João Baptista N‚Tyamba (ANG) 1h03min31s  Selma dos Reis (BRA) 1h15min02s
2002  Philip Rugut (QUE) 1h03min03s  Anne Jelagat (QUE) 1h13min49s
2003  Philip Rugut (QUE) 1h03min44s  Anne Jelagat (QUE) 1h14min53s
2004  John Gwako (QUE) 1h02min11s  Rita Jeptoo (QUE) 1h14min25s
2005  Biwott Kipkosqei (QUE) 1h02min48s  Sirlene Pinho (BRA) 1h14min21s
2006  Franck Caldeira (BRA) 1h03min26s  Marizete Rezende (BRA) 1h14min23s
2007  Franck Caldeira (BRA) 1h03min07s  Ednalva Laureano (BRA) 1h12min15s
2008  Marilson Gomes (BRA) 1h03min12s  Maria Zeferina Baldaia (BRA) 1h13min40s
2009  Elias Kemboi (QUE) 1h02min51s  Eunice Kirwa (QUE) 1h14min07s
2010  Joshua Kemei (QUE) 1h04min02s  Eunice Kirwa (QUE) 1h14min37s
2011  Mark Korir (QUE) 1h01min33s  Eunice Kirwa (QUE) 1h10min29s
2012  Wilson Erupe (QUE) 1h01min46s  Paskalia Chepkorir (QUE) 1h07min17s
2013  Geoffrey Mutai (QUE) 59min57s  Nancy Kiprop (QUE) 1h11min52s
2014  Leul Aleme (ETH) 1h03min44s  Nancy Kiprop (QUE) 1h13min13s
2015  Edwin Kipsang Rotich (QUE) 1h02min25s  Nancy Kiprop (QUE) 1h12min37s

 

*O VaiCorrendo.com não se responsabiliza por erros de nomes, colocações, tempos e equipes divulgados oficialmente pelas empresas de cronometragem.
Foto: Divulgação
© Proibida a reprodução em outras mídias.