Meia Maratona de São Paulo cria dinâmica para coibir pipocas até nos pontos de água

04/02/2017 14:55
Foto: Sérgio Shibuya/DivulgaçãoDa reportagem/VaiCorrendo.com
 
A Meia Maratona Internacional de São Paulo, que terá a sua 11ª edição no próximo dia 19 de fevereiro, anunciou a implantação de novas dinâmicas na tentativa de evitar que atletas sem inscrição, os chamados "pipocas", interfiram nos serviços dos corredores que pagaram para participar do evento.
 
Entre as dinâmicas a serem implantadas na prova pela organizadora Yescom, contra os "pipocas", estão o controle de acesso com monitores na largada, o monitoramento e avisos nos postos de hidratação informando que somente inscritos poderão consumir água, aviso nas camisetas dos Staffs na arena e no percurso, e a retirada dos atletas sem número de peito no pórtico de largada e chegada.
 
Os corredores que fizerem cópias dos números de peito e tiverem a comprovação da fraude através de fotos terão seus resultados excluídos. Quem se inscrever como "atleta idoso", somente para pagar mais barato, também será excluído e a inscrição ficará bloqueada para futuras provas.
 
A Meia de São Paulo, uma das corridas mais tradicionais do Brasil, também terá percurso de 5 km, além do concorrido 21 km. O tema "pipoca" tem sido o mais polêmico do mundo das corridas de rua nos últimos anos e passou a ser uma luta entre o atleta que participa do evento sem inscrição e o organizador que arca altos custos com água, seguranças e outros serviços.
 
 

CONFIRA AS 10 MEDIDAS CONTRA OS PIPOCAS

1 Controle de acesso com monitores na largada e durante a prova, que terá grades em toda sua extensão.
2 Monitoramento e avisos nos postos de hidratação informando que somente os inscritos poderão consumir água e outros ítens.
3 Aviso nas camisetas dos Staffs na arena e no percurso.
4 Todos os pontos postos de hidratação terão o aviso: "Água somente para quem tem número".
5 Corredores sem número de peito serão convidados a se retirar do pórtico, na largada e na chegada.
6 A área de lanche, água e medalha será fechada com grades. Somente corredores com o número de peito acessarão o local.
7 Flyer no kit orientando os inscritos para que fiscalizem e avisem caso vejam um "pipoca".
8 Campanha nas redes sociais, desde 31 de janeiro, lustrando causas e efeitos dos "pipocas" na corridas de rua.
9 Exclusão do resultado caso haja cópia do número de peito.
10 Exclusão do resultado e bloqueio para futuras inscrições de quem se inscrever como idoso sem ter os benefícios.
 
 

Foto: Sérgio Shibuya/Divulgação
© Proibida a reprodução em outras mídias.