Não tinha chip e medalha, mas tinha amizade, companheirismo e muitos km's

22/04/2015 10:45
Foto: Rafael Hernandez / DivulgaçãoCostumo dizer que passei por algumas experiências diferentes muito mais em razão da corrida de rua. Conheci o Rio de Janeiro para desafiar uma meia maratona, pude correr dentro de um circuito de automobilismo da Stock Car, dentre outras. Neste feriado do Dia de Tiradentes (21/04) tive mais uma destas experiências: corri 21 km pelas ruas de Ribeirão Preto em plena madrugada. Sim, em plena "madruga", um treinão denominado Meia Maratona da Madrugada.
 

Foi organizado um treino de meia maratona em Ribeirão com início às 0h do dia 21 de abril. Não era nenhuma competição, não havia marcação de tempo, mas isso foi o que menos importou. Quem lá estava não focou a redução de pace, fazer o melhor, ou ganhar a "prova". Estávamos lá apenas para nos divertir fazendo o que mais gostamos: correr. Foi uma experiência única passar pelas principais ruas e avenidas da cidade sob o olhar desconfiado dos motoristas e das pessoas que estavam nos bares, aproveitando o feriado.
 

Gostaria, aqui, de citar todos que participaram ou ajudaram de alguma maneira neste treino, mas cometeria alguma injustiça, claro, esquecendo alguém. Então, destaco alguns nomes para parabenizar e agradecer a todos: Renato Rodrigues, um dos organizadores do evento junto com a 34UP Empreendedorismo e Esporte; Marilia Trevisani, representante da galera do "pedal" que deu todo o apoio aos corredores; Thiago Silva, da SNC Suplementos da Vergueiro, na estrutura do evento; Rafael Hernandez, que fez toda filmagem e fotos do treino; e Roberta Abdala, representando todos os corredores.
 
A largada e chegada da Meia Maratona da Madrugada foi em frente à SNC Suplementos, na avenida César Vergueiro. O treinão passou pelas avenidas Presidente Vargas, Wladmir Meirelles, Francisco Junqueira e Maurílio Biagi. A maioria - e me incluo nessa - correu até 2h da manhã! Confira ao lado o mapa do percurso e, abaixo, o vídeo sobre o evento.
 
Foto e vídeo: Rafael Hernandez/Divulgação