Série Tipos de Pisada: Supinada

21/05/2014 11:02
Prof. Aroldo Costa Neto*
 
Falaremos hoje sobre a pisada supinada. Este tipo de pisada é o que possui menor contato com o solo. Sua principal característica é o aumento do arco plantar (curva do pé), que se afasta do chão aumentado a descarga de peso na região anterior, lateral externa e calcanhar. É como se o pé “rolasse” para a lateral externa (foto), aumentando consideravelmente a pressão na borda lateral do pé. Se você não pisa assim, fique descalço e experimente caminhar um pouco usando mais apoio como o da figura para entender as mudanças que acontecem nos pés e acima deles.
 
Normalmente o calçado de corrida fica mais gasto na lateral externa e sob os dedos mais laterais, bem como na parte externa do calcanhar. Este tipo de pisada pode estar associado a uma importante patologia do pé, a Fascite Plantar, que consiste em uma inflamação na fáscia que recobre todos os músculos da planta do pé. Devido ao aumento do arco plantar, toda vez que o indivíduo pisa durante a corrida, este arco tende a se alongar para auxiliar no amortecimento do movimento, mas normalmente estes músculos estão encurtados e sofrem mais tensão, trazendo consigo o processo inflamatório.
 

Outras patologias posturais podem estar acompanhando este tipo de pisada. Como os pés “rolam” para fora, os joelhos tendem a acompanhar este movimento, afastando-se um do outro (joelhos varos – em formato de “alicate”). Isto pode causar sobrecarga na lateral do joelho e patologias como Síndrome da Banda Iliotibial (por atrito entre estruturas) e dor no menisco medial (por compressão). O quadril também pode sofrer com esta alteração, normalmente girando-o para fora mais do que o normal e sofrendo mais para transferir a carga entre os ossos da coxa e da pelve, desgastando a articulação com mais facilidade. Alterações posturais na coluna também podem estar presentes.
 
Obviamente este não é um padrão, simplesmente são as associações mais comuns deste tipo de pisada. Para saber exatamente quais são os seus desvios, um profissional que atue com avaliação postural deve ser consultado. Na semana que vem falaremos sobre as tecnologias para “correção” ou atenuação dos tipos de pisada e também sobre a pisada neutra.
 
Obrigado por todo Feedback!
 
*Colunista do VaiCorrendo.com, Aroldo Costa Neto é fisioterapeuta e educador físico
na academia Studio F3 Corpo Inteligente, em Ribeirão Preto
CREFITO-3: 32.583 - F / CREF: 042.260 - G/SP