Tchau, sedentarismo! Veja como Sueli Scandaroli eliminou 40 kg com a prática da caminhada

01/09/2017 07:00
Rafael Gonçalves/VaiCorrendo.com
 
"Hoje eu me sinto outra pessoa, mais jovem; é como se eu tivesse voltado aos meus 30 anos". A nova vida de Sueli Scandaroli Gonçalves é cheia de energia, disposição e paixão pelas caminhadas. Antes com 106 kg e inúmeros problemas de saúde, a atleta amadora agora curte o lado doce da vida. Mesmo que a receita não tenha açúcar.
 
Sueli emagreceu 40 kg caminhando, sem a necessidade de correr, e hoje pesa 66 kg para provar que andar também é um "santo remédio" e um aliado da reeducação alimentar. Resultado de muito esforço, dedicação, vontade de mudar e apoio familiar no momento em que precisou operar para a retirada da glândula tireoide, em março de 2013.
 
"Eu vivia à base de remédio, pesava mais de 100 kg e estava muito inchada. Descobri o problema da tireoide e fiz a cirurgia, que foi um sucesso. Então comecei a perceber que estava desinchando, meu peso caiu para os 99 kg e vi que era possível emagrecer. Difícil seria suportar meu sedentarismo, minha vontade de comer de tudo", lembrou Sueli, hoje aos 63 anos.
 
Uma nutricionista passou a fazer parte da rotina de Sueli nesse processo de queima de gordura. "Mas quando vi aquela lista com alimentos regrados achei que seria impossível. Achei uma loucura, mas comecei. No primeiro mês eu perdi mais dois quilos e meio. Então animei e mantive a reeducação alimentar com frutas, legumes... Não como pão, não uso açúcar e me adaptei à uma atividade física que qualquer um pode fazer: a caminhada", conta.
 
O processo durou três anos. Nele, a obrigação de descobrir que conseguia caminhar por ao menos 10 minutos em volta de uma praça. Tempo que se transformou em 2 horas. "Parecia um bicho de sete cabeças. Comecei a andar nas praças, com o meu marido me motivando. Com cinco minutos já dava falta de ar, vontade de parar. As frases motivacionais que eu lia no VaiCorrendo.com me animavam. E fui persistente. Quando atingi 40 minutos de caminhada troquei a praça pela rua. Foi aí que tive a sensação de liberdade; calçar o tênis e caminhar pela ruas e avenidas de Ribeirão Preto".
 
Com 40 kg a menos e muita disposição, Sueli hoje pratica caminhada de 2 horas em, no mínimo, quatro vezes por semana. "Não sinto dores. Minha dor apareceria se eu não caminhasse. Aquela mulher que antes vivia na cama hoje vai andando de uma cidade até outra se preciso for. E com tudo isso veio a vaidade, me sinto mais bonita", garantiu a atleta amadora, que recomenda: "pratique caminhada, sua vida vai mudar!".
 
 
Fotos: Arquivo pessoal
© Proibida a reprodução em outras mídias.