Aspectos do treinamento da corrida de rua em crianças e adolescentes #31

26/09/2019 10:31
Por Bruno Andrade*
 
Alô, galera que segue e acompanha o VaiCorrendo.com! Apesar de muitos acharem que a corrida de rua não é indicada para crianças e adolescentes, este esporte pode sim ser praticado ainda na infância, lógico que levando em consideração algumas características e necessidades fisiológicas, psicológicas e sociais.
 
Alguns estudos sugerem como idade ideal para iniciar nas corridas de rua próximo de 12 a 13 anos para meninas e 13 a 14 anos para meninos. Isso porque as meninas amadurecem mais rapidamente, tal fase de iniciação não deve ter um treinamento específico, e deve priorizar a aquisição de habilidades motoras e o desenvolvimento das capacidades físicas num âmbito geral.
 
O sistema cardiovascular tem uma capacidade de adaptação maior que a dos adultos, mas o treinamento por quantidade de batimentos não deve ser levado como única forma de controle do exercício. O coração deles é menor e possui uma frequência mais alta em esforço. Para compensar o menor volume de ejeção de sangue para o corpo, escala de esforço e testes de VO² max com limiares são os mais indicados para a prescrição do treinamento.
 
Por terem uma melhor mobilidade articular, a possibilidade de haver uma economia de energia maior aumenta nessa fase. O repertório motor da corrida, apesar de aparentemente parecer simples (mas não é), quando iniciado mais jovem, é mais fácil de ser aprendido. Adaptações ao estilo de prova também ocorre mais rápido, como tamanho e frequência da passada, e também adaptações fisiológicas como as que ocorrem nas fibras musculares e tecido adposo.
 
Você cogita ou gostaria de inserir seu filho no mundo das corridas? Envie uma mensagem nas minhas mídias digitais. Posso te ajudar. Grande abraço e até a próxima coluna!
 
*Colunista do VaiCorrendo.com, Bruno Andrade é Profissional de Educação Física (Cref 082452-G/SP), personal trainer, especialista em Fisiologia do Exercício, Treinamento Esportivo e Emagrecimento pela UFSCar, e proprietário da Corre Comigo Assessoria Esportiva.
 
(Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, o ponto de vista do VaiCorrendo.com)