Efeito Pandemia! São Silvestre de SP não será realizada pela primeira vez na história

22/09/2020 19:44
Rafael Gonçalves/VaiCorrendo.com
 
Terminou o mistério! A organização da Corrida Internacional de São Silvestre confirmou nesta terça-feira (22) que a prova de corrida de rua mais famosa do Brasil não será realizada em 2020, em mais um efeito ocasionado no esporte pela pandemia do Coronavírus (Covid-19). É a primeira vez na história que a São Silvestre não terá sua disputa nas ruas e avenidas de São Paulo.
 
Para efeito de comparativo, sequer no período da Segunda Guerra Mundial, de 1939 a 1945, e no ano da Revolução Constitucionalista, em 1932, a corrida deixou de ser disputada - a São Silvestre foi criada em 1925 e teria em 2020 a sua 96ª edição.
 
Segundo nota enviada pela assessoria de imprensa, "visando maior segurança dos inscritos, colaboradores, fornecedores e público em geral, o Comitê Organizador decidiu pela transferência para 11 de julho de 2021. Com isso, no ano que vem serão realizadas duas edições da Corrida de São Silvestre, uma no meio do ano e outra no tradicional dia 31 de dezembro".
 
Ou seja, serão duas São Silvestres em um único ano (2021), ambas no segundo semestre e num intervalo de 5 meses e 20 dias. Para essa definição a Comissão Organizadora teve entendimentos com a Secretaria Municipal da Casa Civil. A decisão pela transferência leva em consideração a instabilidade do cenário atual, onde os decretos de quarentena estão sendo postergados, não havendo ainda uma definição de retorno das corridas de rua deste porte até o mês de dezembro.
 
Não houve nenhuma menção da organização referente à São Silvestre no formato virtual, até o fechamento desta matéria. Os atuais campeões dos 15 km em São Paulo são os quenianos Kibiwot Kandie e Brigid Kosgei.
 
Foto: Fabrício Zerves/VaiCorrendo.com
©Proibida a reprodução em outras mídias.
 
 

Enquete

Aprova a decisão da organização, com duas São Silvestres no mesmo ano?

Sim, apoiado! (2)
67%

Não, ficou ruim! (1)
33%

Total de votos: 3