Fake News na Corrida de Rua #4

27/07/2018 08:01
Por Bruno Andrade*
 
Galera das corridas, do VaiCorrendo.com, tudo bem por aí? Ótimo!
 
Estamos vendo nas mídias uma grande preocupação, principalmente dos políticos, pela disseminação de notícias falsas a respeito de uma pessoa ou acontecimento. E em ano eleitoral no Brasil, isso ficou muito mais evidente nos últimos meses. O próprio Facebook - uma das mídias onde mais se gera "fake news" (as notícias falsas) - já demonstrou sua preocupação com estes fatos e tem tentado criar meios de diminuir a proliferação deste tipo de informação.
 
E com a corrida não tem sido diferente! Com a moda e o crescimento de blogueiros fitness, o meio da atividade física e da saúde também tem sofrido bastante com essas pessoas que pouco têm de conhecimento e responsabilidade com a informação que estão propagando. Muitas inverdades aparecem no nosso meio! Então vou colocar duas das coisas que mais escuto em relação à corrida de rua que NÃO SÃO VERDADES, ou que, talvez, tenha um pouco de verdade mas precise ser melhor explicado.
 
 
1. "A pessoa que corre envelhece mais rápido!"
Sabemos que a produção de radicais livres aumenta durante exercícios intensos e contínuos, e que estes estão diretamente ligados ao envelhecimento. Mas há um porém que vale a ressalva: o nosso corpo é quatro vezes mais anabólico do que catabólico; ou seja, nossa capacidade regenerativa é quatro vezes maior que a degenerativa. Então mesmo que durante o exercício seu corpo produza radicais livres, os danos causados por eles serão repostos com o descanso e uma boa alimentação, não havendo motivo para alarde. Vale ressaltar ainda que a pessoa ativa, na verdade, tem o seu processo de envelhecimento retardado e a saúde aprimorada.
 
2. "A corrida prejudica o joelho!"
Apesar de até bastante aceito este jargão na corrida de rua, a grande mentira que correr prejudica as articulações do joelho vêm sendo desmentida pelos nossos parceiros fisioterapeutas nos seus estudos e pesquisas recentes. A Universidade de Brigham Yong (EUA) está provando que em longo prazo a corrida na verdade PROTEGE o joelho!
 
Analisando marcadores de processos inflamatórios nas articulações de um grupo de voluntários, o que se viu foi que após 30 minutos de exercício estes marcadores diminuíram. Estes agentes citados são os responsáveis, por exemplo, da artrose, doença que atinge milhões de pessoas no mundo. 
 
Desmentido então essas duas fake news da corrida de rua, precisamos lembrar sempre de procurar se informar melhor sobre aquilo que escutamos e que possa interferir na nossa saúde.
 
Grande abraço pessoal, até a próxima! Voltamos dia 10 de agosto com mais uma coluna aqui no blog Corre Comigo, do VaiCorrendo.com.
 
 
*Colunista do VaiCorrendo.com, Bruno Andrade é Profissional de Educação Física (Cref 082452-G/SP), personal trainer, especialista em Fisiologia do Exercício, Treinamento Esportivo e Emagrecimento pela UFSCar, e proprietário da Corre Comigo Assessoria Esportiva.
 
(Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, o ponto de vista do VaiCorrendo.com)