Meia Maratona do Rio de Janeiro, disputada pela 22ª vez, tem domínio dos atletas quenianos

20/08/2018 10:26
Foto: MidiaSport/DivulgaçãoDa reportagem/VaiCorrendo.com
 
Domingo de céu azul e temperatura em torno de 20 graus. Foi nesse cenário que os quenianos Paul Kipkorir, no masculino, e Esther Kakuri, no feminino, ganharam a 22ª Meia Maratona do Rio de Janeiro na manhã do último domingo (19). Enquanto Paul disputou a prova pela primeira vez, Esther garantiu o bicampeonato. O brasileiro mais bem colocado foi Welington Bezerra da Silva, do Cruzeiro, que chegou 25 segundos atrás do campeão.
 
Estreante na prova carioca, Paul travou uma batalha nos dez primeiros quilômetros com seu compatriota Denis Kusimba e os brasileiros Wellington da Silva e Paulo Roberto Almeida, além do etíope Demiso Gudeta. A partir daí, o atleta da equipe Luasa Sports Caixa passou a imprimir um ritmo mais forte, abriu vantagem e cruzou a linha de chegada com o tempo de 1h05min02s.
 
"A umidade e o calor dificultaram a prova, porque não pudemos forçar muito na largada. Tanto os competidores quenianos quanto os brasileiros eram bem fortes, o que tornou a disputa equilibrada. Depois dos dez quilômetros iniciais resolvi acelerar e o brasileiro segundo colocado veio junto. Felizmente depois consegui abri certa vantagem", comemorou Paul, de 32 anos, que venceu a Meia Maratona da Cidade do Rio de Janeiro, em julho, e disputará a Meia Maratona de Buenos Aires, no próximo domingo.
 
Vice-campeão da Maratona Internacional de São Paulo, em abril, o pernambucano Wellington Bezerra da Silva conseguiu seu melhor resultado na Meia Maratona do Rio de Janeiro, depois de não completar a prova no ano passado. Aos 30 anos, o atleta do Cruzeiro (MG) não escondia sua emoção com o segundo lugar no pódio.
 
"Estou muito feliz com meu desempenho e por ter participado dessa prova, que é muito conhecida no Brasil. Os brasileiros conseguiram se unir e correram junto contra os africanos. Quando um deles se destacou fui atrás e briguei da melhor forma possível. Eu sabia que teria um pouco de dificuldade com a umidade do Rio, então fiquei treinando em Campos do Jordão, onde está bem frio. Até o quilometro 14 qualquer um dos atletas que estava no pelotão da frente poderia ter vencido, mas quando o Paul abriu fui só mantendo o meu ritmo porque estava difícil de chegar nele", disse Wellington, que se prepara para disputar a Maratona de Berlim no dia 15 de setembro.
 
Pela segunda vez na Meia Maratona do Rio, a queniana Esther Kakuri terminou a prova com o tempo de 1h18min42s. A atleta fez os últimos sete dias de sua preparação na cidade paulista de Taubaté e programou uma corrida estratégica para evitar o desgaste com a umidade carioca.
 
"Eu gosto muito de correr no Rio, sinto a energia dos torcedores. Esse percurso é muito agradável e já quero estar aqui ano que vem, de novo. Nessa prova, meu maior adversário foi mesmo a umidade alta. Então, a  tática foi correr para ganhar, sem me importar muito com o tempo", disse Esther, de 22 anos, que demorou mais 3min58s para completar os 21.079m em relação a seu tempo do ano passado. Como Paul, a queniana também disputará a Meia Maratona de Buenos Aires e já tem planos para a São Silvestre.
 
 

22ª MEIA MARATONA DO RIO DE JANEIRO | RIO DE JANEIRO-RJ

MASCULINO | 21 KM
POS ATLETAS PAÍS TEMPO
1  Paul Kipkemoi Kipkorir Quênia 1h05min02s
2  Wellington Bezerra da Silva Brasil 1h05min27s
3  Denis Kemboi Bera Kusimba Quênia 1h05min42s
4  Paulo Roberto Almeida Paula Brasil 1h06min17s
5  Demiso Legese Gudeta Etiópia 1h06min23s
 
FEMININO | 21 KM
POS ATLETAS PAÍS TEMPO
1  Esther Chesang Kakuri Quênia 1h18min42s
2  Emily Chepkemoi Arusio Quênia 1h18min46s
3  Meseret Gezahegn Merine Etiópia 1h19min03s
4  Salome Chepchumba Masobo Quênia 1h19min26s
5  Marcela Cristina Gomes Cordeiro Argentina 1h19min41s
 
*O VaiCorrendo.com não se responsabiliza por erros de nomes, colocações, tempos e equipes divulgados oficialmente pelas empresas de cronometragem.

Foto: MidiaSport/Divulgação
©Permitida a reprodução em outras mídias.

 

Enquete

Você correu a Meia Maratona do Rio de Janeiro 2018?

Sim (1)
50%

Não (1)
50%

Total de votos: 2