Por que o volume de corrida deve aumentar aos poucos? #19

15/03/2019 08:09
Por Bruno Andrade*
 
Fala galera das corridas! Todos nós passamos por essa parte da adaptação do treinamento e, para muitos, a ansiedade de chegar à determinada quilometragem muitas vezes faz com que o processo de aumento de volume fique comprometido. Mas por qual motivo isso acontece?
 
Estruturas diferentes do nosso corpo respondem de maneiras diferentes ao mesmo estímulo, ou seja, as adaptações podem ocorrer em tempos diferentes para o nosso organismo, o sistema cardiorrespiratório terá uma adaptação diferente em sistema locomotor, sendo que a biomecânica pode se adaptar facilmente, e em contra partida, as estruturas corporais muitas vezes não.
 
Para exemplificar como nosso corpo pode se adaptar de formas diferentes ao mesmo estímulo, um estudo da Universidade de Vermont nos EUA apontou que houve um ganho significativo da capacidade cardiorrespiratória num programa de 18 semanas de corrida, mas que em contrapartida os resultados dos exames de ritmo cardíaco, pressão sanguínea e a baixa do colesterol ruim (LDL) atingiram níveis satisfatórios logo nas primeiras semanas do estudo.
 
A biomecânica, em alta nas discussões sobre a melhora da performance dos corredores profissionais e amadores, mostra resultado com o treinamento adequado, muitas vezes já na primeira sessão de treinamento, e um resultado muito expressivo com até oito sessões. Obviamente esses dados remetem às alterações que independem de mudanças anatômicas, como por exemplo, um corredor que tem alteração na curvatura da coluna cervical. Estes geralmente tendem a correr com o tronco voltado muito para baixo, e neste caso a intervenção pode durar mais tempo.
 
Para o sistema locomotor, as adaptações aos estímulos do exercício são mais lentas e o impacto pode ter papel de vilão ou mocinho nessa historia.
 
Já sabemos que um osso para ser saudável precisa de impacto e tração. O exercício é responsável pelo aumento da massa óssea, assim como também é através do movimento que o mesmo faz a captação e fixação do cálcio. Mas essas adaptações são lentas e podem demorar até seis meses para que ossos e articulações se acostumem com o novo volume de treino, e isto se dá também em corredores já treinados. Os maiores indicadores de que você aumentou a quilometragem muito rápido são as dores e inflamações musculares e articulares.
 
Então pessoal, muita calma na hora de progredir nas distância e principalmente na hora de se inscrever para aquela distância que você ainda alcançou. Se certifique que haverá tempo hábil para treinar e sempre obedeça a progressão das distância que seu treinador objetivou para você. Um abraço e até mais aqui no VaiCorrendo.com, o canal do corredor de rua!
 
 
*Colunista do VaiCorrendo.com, Bruno Andrade é Profissional de Educação Física (Cref 082452-G/SP), personal trainer, especialista em Fisiologia do Exercício, Treinamento Esportivo e Emagrecimento pela UFSCar, e proprietário da Corre Comigo Assessoria Esportiva.
 
(Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, o ponto de vista do VaiCorrendo.com)