Qual o jeito certo de respirar durante a corrida? #15

17/01/2019 19:03
Por Bruno Andrade*
 
Olá, pessoal! Hoje vamos falar sobre respiração, afinal, é muito comum os iniciantes perguntarem aos treinadores se existe um jeito certo de repirar, principalmente quando começam a intensificar seus treinos e experimentam a sensação de ficar ofegante.
 
Mas será que existe esse jeito certo ou errado para se respirar enquanto corremos? Apesar de ser aparentemente uma pergunta fácil de responder eu vou tentar demonstrar aqui como a respiração pode influenciar no desempenho do corredor.
 
Então, para que fique bem explicado, vou começar pelo básico: a respiração é feita pelo sistema respiratório (óbvio), formado por nariz, boca, laringe, faringe, traquéia, brônquios e pulmões, e sua principal função é executar a troca gasosa. Diferente do que muita gente pensa, a função respiratória não consiste apenas em captar oxigênio. Expelir o gás carbônico é de extrema importância também, principalmente para a permanência em atividade física, já que durante o processo de produção de energia a quantidade desse gás aumenta no nosso corpo.
 
Quando iniciamos uma atividade física, a necessidade de oxigênio para produção de energia aumenta, logo alguns quimiorreceptores espalhados pelo nosso corpo detectam a baixa desse gás e avisam o sistema nervoso, que passa a mensagem para os músculos da caixa torácica fazendo com ela se expanda mais e com mais velocidade para tentar normalizar a respiração, o coração também é mais exigido, aumentando a circulação para melhorar o transporte, e dessa forma ficamos ofegantes. Logo ficar ofegante durante os exercícios em intensidade de moderada a alta é extremamente normal, e é a resposta fisiológica que devemos esperar.
 
Quando devemos nos preocupar? Bom, se você aumentar a intensidade do exercício e os batimentos e a respiração não acompanharem a crescente do exercício, ou quando mesmo após o término da atividade permanecer com os batimentos acelerados e ofegante por muito tempo, geralmente mais que 2 minutos, é sinal de alerta.
 
Outra questão recorrente no meio da corrida de rua se refere sobre o que seria mais correto: respirar pelo nariz ou pela boca? Para responder essa questão vamos ter que lembrar um pouco da anatomia do aparelho respiratório. O ar entrando pelas fossas nasais, ele é filtrado, aquecido e umedecido, porém em condições de esforço físico, respirar pelo nariz pode não levar a quantidade de oxigênio suficiente pela entrada limitada de ar, e como os sistemas respiratório e digestivo são conectados, isso nos possibilita respirar pela boca, aumentando o volume de gás captado.
 
Assim que atingimos determinada intensidade no exercício o nosso corpo de forma involuntária passa a respirar pela boca e isso é fundamental para que o exercício possa ser mantido, de forma que respirar pela boca durante a atividade física está correto também, e não devemos forçar a respiração nasal.
 
É isso aí, galera do VaiCorrendo.com. Espero que essa informação possa ser útil para os treinos de vocês. Abraço até a próxima Coluna Corre Comigo aqui no canal do corredor de rua.
 
 
*Colunista do VaiCorrendo.com, Bruno Andrade é Profissional de Educação Física (Cref 082452-G/SP), personal trainer, especialista em Fisiologia do Exercício, Treinamento Esportivo e Emagrecimento pela UFSCar, e proprietário da Corre Comigo Assessoria Esportiva.
 
(Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, o ponto de vista do VaiCorrendo.com)