São Silvestre na cabeça? #13

13/12/2018 20:20
Por Bruno Andrade*
 
Olá, amigos corredores! Chegou dezembro e o assunto que mais se comenta em grande parte das redes sociais e meios de comunicação ligados à corrida de rua é a famosa São Silvestre. Vamos então entrar neste tema aqui no blog Corre Comigo.
 
Em 2018 a prova mais tradicional e emblemática do Brasil chega a sua 94ª edição. Neste ano a organização disponibilizou 30 mil inscrições, que se esgotaram já nas primeiras semanas deste mês. Este numero é bem diferente da primeira edição da prova, que contou com apenas 60 inscritos e apenas 37 completaram os 8,8 km, que na época só classificava apenas os concluíntes com no máximo 3 minutos de chegada após o primeiro colocado. Somente em 1988 a prova passou a ter os 15 km atuais e, se você está se preparando para a prova, saiba que ano passado foram feitas alterações que vão possibilitar curtir ainda mais a prova.
 
A largada foi dividida em setores para agilizar a passagem dos atletas pelo pórtico - isso já chegou a demorar mais de 40 minutos para a transição. Já no ano passado com menos de 20 minutos todos os inscritos já tinham cruzado a linha inicial. Um detalhe importante a ser obervado é que não tem ponto de hidratação na saída e nem comércio no local. Então, caso esteja planejando chegar mais cedo para garantir um bom lugar, leve uma garrafa ou cinto de hidratação.
 
Uma dica de segurança para iniciar bem a prova é largar no pelotão destinado ao seu pace; largar devagar na frente em uma prova com mais de 30 mil participantes pode ser desastroso. Se enrolar com outro corredor ou tropeçar é um perigo, e os corredores mais ligeiros dificilmente vão parar.
 
Durante a prova, fique atento ao percurso, inúmeras placas e faixas são deixadas pelo caminho e isso muitas vezes pode causar alguns transtornos. Lembre-se que na São Silvestre tem corredores que buscam tempo e outros diversão. Nessa hora é importante lembrar que ambos estão no seu direito, abra a passagem aos corredores mais rápidos e seja paciente com as pessoas vão para a prova com um espírito mais "fanfarrão".
 
Os postos de hidratação costumam ficar congestionados. Caso queira evitar este transtorno, novamente a dica é: leve o cinto de hidratação e mesmo se você já esteja acostumado a correr os 15 km, pode ser que você demore um pouco mais que o habitual para passar os km's. Aquela dica de beber água a cada 20 ou 30 minutos continua!
 
A prova passa por diversos pontos turísticos, mas sem dúvida o ponto mais esperado (e temido) é a Brigadeiro Luis Antonio. São 2,5 km de subidas e nos trechos finais da prova pode ser necessário se poupar um pouco para este pedaço da prova, caso seu condicionamento não permita dar aquela investida na subida.
 
Para todos que vão na prova, desejo a vocês uma excelente corrida e até a próxima coluna aqui no VaiCorrendo.com, o site de corredor de rua. Em tempo: Parabéns, VaiCorrendo.com! Cinco anos informando e valorizando o mundo das corridas!
 
 
*Colunista do VaiCorrendo.com, Bruno Andrade é Profissional de Educação Física (Cref 082452-G/SP), personal trainer, especialista em Fisiologia do Exercício, Treinamento Esportivo e Emagrecimento pela UFSCar, e proprietário da Corre Comigo Assessoria Esportiva.
 
(Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, o ponto de vista do VaiCorrendo.com)