Será que a cerveja prejudica tanto o nosso desempenho? #18

28/02/2019 12:50
Por Bruno Andrade*
 
Caros leitores da Coluna Corre Comigo e seguidores do VaiCorrendo.com, voltamos essa semana com mais um texto sobre atividade física e desta vez escrevendo sobre a influência da cerveja no desempenho esportivo. O Carnaval se aproxima e provavelmente alguns corredores/foliões já estão se preparando para cair na bagunça, outros mais reservados só veem essas festividades como uma oportunidade de treinar mais.
 
O fato é: se você vai cair na folia, sempre surge aquele peso na consciência, ou pelo treino perdido da manhã seguinte, ou pelo consumo de álcool. Mas não se preocupe, saiba que se você gosta de tomar uma cervejinha nem tudo está perdido.
 
A cerveja é tão eficiente na reidratação quanto a água. Um estudo realizado na cidade de Cordoba, na Espanha, avaliou os níveis de hidratação de jogadores de futebol. O estudo dividiu os jogadores em dois grupos: um bebeu água e outro cerca de 600ml de cerveja após uma partida. Os exames não relataram nenhuma diferença nos níveis de hidratação. Os jogadores do segundo grupo com certeza ficaram muito felizes com o resultado.
 
Outro estudo. Em 2015 o Journal of the International Society of Sports Nutrition publicou um estudo muito polêmico, e que gera discussões a respeito do tema até hoje. Neste estudo indivíduos após a prática de atividade física moderada ingeriam 600ml de cerveja para reidratação e ficou constatado que o consumo moderado de cereja após o treino não afetava a recuperação, nem mesmo o desempenho dos participantes.
 
Neste estudo há algumas ressalvas. A primeira dela é que o consumo de cerveja, assim como o treino, foi moderado e os participantes não fizeram consumo nos outros dias além dos dias de treino (que foram realizados três vezes na semana).
 
Já o consumo em grande quantidade deve ser desencorajado, principalmente por quem pratica atividade física, como mostra o estudo dos norueguêses Anders e Hougvard de 2013. O consumo excessivo prejudica a recuperação muscular e altera os eixos hormonais da testosterona e também do GH, até após 24h do consumo, levando a um grande prejuízo da massa magra a longo prazo.
 
Então sejamos conscientes, apesar de haver até algum benefício no consumo da cerveja, a utilização deve ser moderada para não haver prejuízos aos resultados do treinamento. Grande abraço e até mais. Curta o Carnaval com consciência. E se beber, não dirija rapaziada! Nas próximas semanas voltamos com mais um tema.
 
 
*Colunista do VaiCorrendo.com, Bruno Andrade é Profissional de Educação Física (Cref 082452-G/SP), personal trainer, especialista em Fisiologia do Exercício, Treinamento Esportivo e Emagrecimento pela UFSCar, e proprietário da Corre Comigo Assessoria Esportiva.
 
(Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, o ponto de vista do VaiCorrendo.com)
 
 

Enquete

Você, corredor, gosta de beber uma cervejinha?

Sim, faz parte da minha rotina (5)
100%

Não, não gosto e me prejudica (0)
0%

Total de votos: 5