Treinar em altitude pode melhorar minha corrida? #25

07/06/2019 08:35
Por Bruno Andrade*
 
Tudo bem, amigos corredores?! O assunto agora aqui na coluna Corre Comigo, no VaiCorrendo.com, é a influência da altitude no desempenho esportivo. No futebol vemos, muitas vezes, o quanto isso pode influenciar na performance dos jogadores, e que muitas vezes há uma preparação toda especial para isso. Mas será que todo esse cuidado é realmente necessário? E será que a altitude pode afetar a minha corrida?
 
A resposta para essas duas perguntas é SIM. E vou explicar como isso acontece.
 
Quando saímos de lugares baixos para onde a altimetria é mais alta, sentimos os efeitos da baixa pressão atmosférica (ou barométrica), e o que se tem de diferente nisso é a quantidade de oxigênio disponível, diminuindo assim a Pressão Parcial de Oxigênio Inspirada (PIO2), logo levando menos deste precioso gás para o nosso organismo, o que pode levar até a hipóxia.
 
A hipóxia é o primeiro fator negativo que temos quando exposto a altitudes. Ela vai gerar sonolência, dores de cabeça, náuseas, fadiga mental e muscular. Em alguns raros casos, até a Doença Aguda das Montanhas (DAM), que pode gerar edemas pulmonares e cerebral. Já aproveito para fazer uma reflexão: será que os corredores montanhistas precisam estar bem preparados e ADAPTADOS para este tipo de prova?
 
Apesar de ser encarada como vilã no esporte, a baixa oxigenação leva a adaptações positivas ao exercício. Esse processo se chama aclimatação. Nela ocorre uma sequência de eventos que vão ajudar a melhorar a performance do atleta que treina em altitude. Primeiro há um aumento da ventilação pulmonar, às vezes atingindo a marca de 65%. Para compensar a respiração aumentada, os glóbulos vermelhos - os transportadores de oxigênio - aumentam em até 50%, e assim fazem uma maior vascularização dos tecidos e principalmente dos músculos, aumentando a capacidade das células de utilizar o oxigênio.
 
Há de se considerar que não conseguimos manter a intensidade dos exercícios antes destas adaptações, por isso a aclimatação deve ser feita de forma gradual e lenta. Para se obter os benefícios do treinamento em altitude o interessante é treinar em locais com 2 a 3 mil metros de altitude, e permanecer pelo menos 14 dias.
 
Abraços até a próxima aqui no canal do corredor de rua. Bons treinos!
 
*Colunista do VaiCorrendo.com, Bruno Andrade é Profissional de Educação Física (Cref 082452-G/SP), personal trainer, especialista em Fisiologia do Exercício, Treinamento Esportivo e Emagrecimento pela UFSCar, e proprietário da Corre Comigo Assessoria Esportiva.
 
(Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, o ponto de vista do VaiCorrendo.com)